Equipamentos utilizados em um sistema de armazenagem

04 de julho de 2017

Há alguns anos atrás, o conceito de ocupação física era baseado mais na área do que na altura, em que, na maioria das vezes, o espaço destinado à armazenagem era sempre relegado ao local menos adequado. Com o passar do tempo, o mau aproveitamento do espaço veio a se tornar uma necessidade que precisava ser atendida, isso porque era extremamente antieconômico. Racionalizar a altura ocupada foi a solução encontrada para reduzir o espaço, possibilitando o armazenamento de uma maior quantidade de materiais.

Atualmente, o mercado oferece um amplo arsenal de equipamentos de armazenagem. Esses são utilizados de acordo com a necessidade de cada produto, podendo ser para arrumar adequadamente mercadorias como matérias primas ou produtos acabados, de forma manual ou mecânica, utilizando ou não mecanismos para movimentação dos materiais, como empilhadeira e porta-paletes, além de também terem relação de utilidade com a área disponível.

Os equipamentos utilizados no sistema de armazenagem devem ser aplicados de acordo com o tipo de produto a ser preservado, dentro de uma área disponível e adequada com algumas condições, caso seja necessário, como as higiênicas e climáticas, além disso, algumas circunstâncias devem ser levadas em conta para a determinação do melhor sistema de armazenagem.

A primeira delas são as características do produto em questão, considerando suas dimensões, peso e a necessidade, ou não, de equipamentos adequados. Outro fator muito importante são as condições de armazenamento do espaço físico, como o pé direto e as condições do piso do loca, por exemplo. É importante estar sempre atento as condições operacionais, como a seleção dos produtos e a quantidade de itens a serem armazenados.

Dentre os diversos equipamentos utilizados no sistema de armazenagem, algum deles se destacam por exigirem uma atenção especial dos gestores do armazenamento e da logística de uma empresa. Confira-os:

Equipamentos para elevação de transferência dos materiais:

Esses equipamentos de elevação e transferência são utilizados para mover os mais diversos tipos de cargas dentro do almoxarifado, ou seja, são capazes de mover cargas pesadas, volumosas e desajeitadas, em curtas distancias, para qualquer ponto dentro de uma área fixa na fábrica. Nesse tipo de equipamento, se enquadram pontes rolantes, guindastes fixos, pórticos e semipórticos e as talhas.

Veículos industriais

 

No sistema de armazenagem, os transportadores contínuos são utilizados para movimentar cargas intermitentes, em percursos variáveis, podendo ser esses longos ou curtos, em superfície e espaços apropriados, os quais permitam o transporte e a execução das manobras. Além disso, eles podem ou não serem motorizados.

Nos principais tipos dessa ferramenta, se encaixam carrinhos industriais, empilhadeiras, rebocadores, autocarrinhos (AGV) e guindastes autopropelidos. Esses são utilizados junto ao processo de produção como no de armazenagem, não se limitando a função de transportar cargas, mas também as colocar em uma posição que seja conveniente e de fácil manuseamento. Sua principal característica pode ser dita como a flexibilidade de percurso e de carga e descarga.

Transportes contínuos no sistema de armazenagem

Esses tipos de equipamento são destinados aos transportes de graneis e para volumes em percursos diversos, podendo ser esses verticais ou inclinados, fazendo curvas ou não e com posição de operação fixa. Os transportes contínuos são formados por leitos, onde o material desliza sobre correntes ou correias, acionadas por polias.

Os principais equipamentos são as correias planas ou côncavas, rolos ou esferas, correntes aéreas ou sob piso, rodízios, taliscas e o elevador de caçamba contínuo. Esses são utilizados onde haja grande fluxo de material a ser transportado em percursos fixos.

Embalagens

Embalar um produto significa criar uma forma para sua apresentação, proteção, movimentação e utilização. Assim, esse pode ser comercializado e manipulado durante todo seu ciclo de vida.

A embalagem precisa ser idealizada, levando-se em conta que uma mercadoria, na maioria das vezes, passa por três fases de manuseio, são elas: no local da produção, quando será embalada e armazenada; no transporte, quando sofrerá os efeitos do seu descolamento de um ponto a outro, incluindo os transbordos e no seu destino final, quando terá outras manipulações.

As embalagens devem priorizar a proteção da mercadoria durante o transporte, armazenagem, movimentação e consumo.

Estruturas do Sistemas de armazenagem

O sistema de armazenagem, em suas estruturas, possui elementos voltados para a paletização e uso racional do espaço do almoxarifado. Esse tem o dever de atender aos mais diversificados tipos de carga, sendo constituídas por tubos modulares e perfurados, dispostos no formato de berços, estantes ou outros tipos de sustentação, como objetivo de armazenar adequadamente as mercadorias, mantendo sua integridade.

Os equipamentos citados ao decorrer da narrativa são de extrema importância para o bom desempenho das práticas de armazenamento. A corporação deve se manter atualizada em relação a eles, buscando melhorias tecnológicas afim de proporcionar rapidez e segurança na sua escolha. Uma empresa atual, em meio a um mercado que se demonstra extremamente concorrido, deve buscar cada vez mais se especializar no controle das atividades do sistema de armazenagem, já que esses podem otimizar os processos de organização do estabelecimento.

Consulte a solução mais adequada para sua empresa.

Contato

Entre em contato conosco para solicitar uma visita, orçamento, ou outras informações

faleconosco@aguiasistemas.com.br