Central de Atendimento
42 3220-2666
Ponta Grossa – PR
11 3606-5700
São Paulo – SP

Blog

Softwares de Gestão de Armazéns

Softwares poderosos capazes de facilitar enormemente a gestão de inventário, pessoas e equipamentos

 

Warehouse Management System e Warehouse Control System. Respectivamente, WMS e WCS. Guardem essas siglas. Estes dois softwares fazem parte do cotidiano de quem lida com Intralogística. Estamos falando de softwares capazes de facilitar enormemente a gestão de pessoas e equipamentos dentro de armazéns ou Centros de Distribuição. 

     Um WCS é responsável pelo controle dos equipamentos em ambientes automatizados, coordenando os movimentos de classificadores, transportadores e transelevadores (para caixas miniload ou paletes), por exemplo. A função primordial de um Warehouse Control System é ajustar a sincronia entre os diversos programas de computador, presentes em unidades de armazenagem com avançada tecnologia da informação. Normalmente um WCS cumpre as seguintes tarefas:

  • conexão entre sistema e equipamento;
  • acompanhamento do fluxo de materiais;
  • controle do inventário;
  • planejamento das atividades conforme a demanda de mercadorias;
  • integração entre fornecedores, fabricantes e centros de distribuição.

     Mas não podemos deixar de lado as funções específicas de um software desse porte. Abaixo segue uma relação listada pelo site da Conveyco

  • Gestão de separação automatizada, ou seja, o controle de transportadores, apanhadores, transelevadores e separadores;
  • Escolha e criação da etiqueta;
  • Gerenciamento pick-to-light;
  • Gerenciamento completo de roteamento do sistema;
  • Gestão QC / QA (Quality Control / Quality Assurance);
  • Gestão da estação de embalagem;

     Normalmente estas funções estão sincronizadas com outro software citado no começo desse texto, o WMS. Trata-se de uma ferramenta útil para qualquer empresa que deseja administrar recebimentos, armazenagem, separação, expedição de mercadorias e o fluxo de entregas. Seu principal papel é gerir os processos de inventário e as movimentações internas em unidades de armazenagem, como o reabastecimento de pickings (separação e preparação dos pedidos), bloqueio de produtos e outros procedimentos. 

     Em outras palavras, um WCS funciona melhor quando acoplado a um WMS, que é um software mais robusto, responsável pelo gerenciamento de procedimentos amplos, incluindo aí as atividades dos trabalhadores que atuam no setor de Intralogística. Veja agora algumas das tarefas que um Warehouse Management System pode executar, de acordo com a analista de SEO (Search Engine Optimization), Danieli Albuquerque, em artigo publicado no site Hivercloud:

  • “Agendamento de recebimento – o sistema WMS permite inserir informações como local e horário de execução da operação, favorecendo o cálculo dos recursos e do tempo necessários.
  • Recebimento – conferência de todos os volumes e o registro de inconformidades no momento em que a mercadoria chega ao galpão.
  • Endereçamento – controle de espaços vagos nas dependências do estoque com identificação e localização por código de barras ou RFID. Além disso, é possível registrar o local exato em que as mercadorias estão, inclusive por lotes, o que facilita na localização.
  • Separação – com as informações sempre atualizadas no sistema, o controle e a identificação de localização de cada item solicitado, assim como a reserva de equipamentos, ficam mais assertivos de acordo com a disponibilidade informada pela equipe.
  • Expedição – a partir dos relatórios do sistema WMS, a conferência dos itens em área pronta para o embarque e envio aos clientes se torna mais rápida e eficiente.
  • Abastecimento de linhas de produção – realização e manutenção da rotina da linha de produção, evitando pausas e interrupções por falta de insumos ou equipamentos.
  • Inventário – listagem rápida de todos os itens registrados no estoque para conferência manual, a qual é feita com rapidez por meio da leitura de código de barras ou identificador RFID.
  • Transferências – ao gerir vários armazéns com o sistema WMS, as transferências entre estoques diferentes, inclusive em unidades e filiais, ficam mais assertivas e produtivas, evitando erros e retrabalhos.
  • Movimentação de paletes – inserindo uma etiqueta RFID ou um código de barras nos paletes, é possível fazer o controle das mercadorias e localizá-las com mais rapidez.
  • Controle dos veículos de entrega e coleta – controle de caminhões autorizados a acessar o pátio da empresa para realizar entregas e coletas, bem como o gerenciamento das mercadorias que foram expedidas nestes veículos.
  • Relatórios gerenciais – emissão rápida de relatórios gerenciais para conferir e tomar decisões, assim como medir os resultados.
  • Armazenamento – um bom software de WMS proporciona o planejamento e a atribuição dos equipamentos necessários para a operação e orientação da equipe sobre os locais corretos de armazenamento de cada produto.”

          Notem que a analista de SEO citou três vezes os sistemas de identificação dos produtos, ou seja, os códigos de barras e as etiquetas RFID (Radio Frequency Identification). Sistemas que evitam erros tanto na armazenagem quanto no envio de produtos.  Além de controlar a entrada e a saída dessas mesmas mercadorias do estoque, tais ferramentas permitem ainda verificar dados como prazo de validade, número do lote e outras informações diversas. Lógico, tudo isso controlado pelo Sistema de Gerenciamento do Armazém.

     Por sua vez, o WMS opera muito melhor quando conectado ao sistema ERP (Enterprise Resource Planning) da empresa. Segundo o Cobli Blog, “quando os dois sistemas estão sincronizados, os pedidos registrados no ERP automaticamente iniciam os processos de envio no WMS. O resultado é a sincronização de vários processos, desde contabilização dos estoques e pedidos até o faturamento desses pedidos.”

     A implantação desses dois programas (WMS e WCS) traz uma série de vantagens para o empreendedor que faz o investimento. Confira alguns deles: 

  • Maior agilidade dos processos internos –  esses sistemas são rápidos ao localizar e despachar as mercadorias e informar à equipe sobre a exata localização desses mesmos itens, o que resulta em mais eficiência e produtividade.
  • Redução do tempo de espera – a automatização via WMS/WCS permite economizar tempo em várias operações logísticas, como o picking e a expedição.
  • Melhor controle dos produtos armazenados – as etiquetas com radiofrequência permitem o registro de toda a movimentação de mercadorias nos depósitos.
  • Otimização do percurso de pedidos – os sistemas de gerenciamento e controle de armazéns informam sobre a localização exata dos itens estocados, o que é muito útil quando a empresa possui mais de um depósito, evitando o desperdício de tempo. 
  • Aumento na qualidade do estoque – os softwares WMS e WCS permitem saber com mais eficiência qual o espaço disponível nos armazéns e como ocupá-los de forma inteligente. Os relatórios do Sistema de Gerenciamento mostram quais produtos saem mais. Dessa forma os responsáveis sabem que essas mercadorias, de bom preço e boa qualidade, não devem faltar. 
  • Redução nos custos de mão de obra – os Sistemas de Gerenciamento e Controle resultam em diminuição de gastos com mão de obra porque automatizam tarefas anteriormente manuais, o que diminui também a possibilidade de erro humano.

     Há também o Warehouse Execution System, ou simplesmente WES, menos famoso que os outros dois programas citados, porém igualmente úteis. O site Conveyco relata que “o sistema de execução de armazém (WES) pode ser considerado a próxima geração do WCS. A este respeito, ele fornece a mesma funcionalidade que o WCS, mas se baseia nela para oferecer um nível mais alto de gerenciamento de armazém, cumprindo as mesmas funções”.

     Se este tipo de questionamento ou até mesmo requisição é algo latente dentro de sua empresa, nós da Águia Sistemas S/A, podemos colaborar contigo neste desafio. Temos condições de entregar para sua empresa tudo o que há de mais moderno em termos de Intralogística. Entre em contato conosco.

(O texto acima foi escrito usando informações dos sites ibssistemas.com.br, hivecloud.com.br, cobli.co, improtecsistemas.com.br, r3sc.com.br e conveyco.com)